TCE homenageia personalidades com Medalha Nilo Coelho

Dez personalidades foram homenageadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), nesta segunda-feira (20), com a Medalha Nilo Coelho, em reconhecimento aos serviços prestados à instituição, ao Controle Externo e ao serviço público. A cerimônia foi comandada pelo presidente do TCE, conselheiro Ranilson Ramos, no auditório da Escola da Magistratura de Pernambuco (Esmape). Representando a classe política foram agraciados o ex-senador Jarbas Vasconcelos (MDB) e o ex-ministro Bruno Araújo.
Também receberam medalhas o presidente da Atricon e conselheiro do TCE-RS, Cezar Miola; o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Luiz Carlos Figueirêdo; o Procurador Geral do Estado, Ernani Medicis Pinto; o ex-presidente do IMIP e ex-secretário Estadual de Saúde, Antônio Carlos Figueira; e o Procurador Geral de Justiça, e o conselheiro do TCE-PB, Fábio Túlio Nogueira. Jarbas Vasconcelos e Antônio Figueira não compareceram por motivo de saúde.
No seu agradecimento, Bruno Araújo ressaltou que se sentia honrado por ser lembrado pelo Tribunal de Contas. “Ser homenageado pelo TCE é ter essa medalha tatuada no coração, em respeito aos pernambucanos e brasileiros que servem à vida pública. A nossa corte de contas é uma das mais respeitadas do Brasil. Servir a Pernambuco é uma honra para todos nós”, disse o ex-ministro.
O presidente do TJPE, Luiz Carlos de Barros Figuerêdo, também falou da importância de receber a medalha e listou os motivos. “Estou muito feliz com essa homenagem porque a medalha leva o nome de Nilo Coelho. Também porque o Tribunal de Contas do Estado foi instituído por ele. Pela coragem cívica dele, quando disse que era presidente do Congresso Nacional e não presidente do PDS. Outro motivo é que o TCE é presidido pelo meu amigo irmão Ranilson Ramos”, falou o desembargador.
O prefeito do Recife, João Campos (PSB), esteve na solenidade e elogiou a iniciativa do TCE, principalmente quando prestigia pessoas que lutam de forma discreta. “O Tribunal de Contas é uma referência para o Brasil inteiro e sempre procuramos ter um diálogo fraterno. Temos que ter boas referências em quem caminhou na estrada antes da gente”, falou o gestor. Também estiveram presentes o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Álvaro Porto (PSDB), e o o assessor especial do Ministério das Relações Institucionais, Mozart Sales, que representou o ministro Alexandre Padilha, além de outras autoridades.
Coube ao conselheiro Carlos Neves fazer a apresentação dos agraciados, destacando a importância do papel que cada um deles desempenhou como agentes do serviço público e do interesse coletivo, pelo bem de Pernambuco. “O trabalho desses dez homenageados merece o nosso reconhecimento por trazerem o desempenho do controle externo na melhor acepção da palavra: o fiscal que controla o controle, que traz consigo a informação legal, com olhar crítico, mas com experiências próprias”, disse.
Após a entrega das comendas, o presidente Ranilson agradeceu a presença de todos e reforçou o novo momento do controle externo, que entrou em uma fase de aprofundamento das políticas públicas. “As políticas públicas entraram no foco do Tribunal de Contas ainda na gestão do presidente Dirceu Rodolfo, que me antecedeu. Em 2022, focamos na política ambiental e alcançamos um excelente resultado ao encerrar o funcionamento dos lixões em Pernambuco. Neste ano, a nossa atuação teve como alvo as questões ligadas à Primeira Infância, de modo a corrigir falhas na cobertura vacinal, na estrutura das escolas e do transporte escolar e no atendimento a autistas no Estado. Até o final do ano estaremos mostrando à sociedade os resultados destes trabalhos”, concluiu o conselheiro.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade