Prefeitos indignados

A decisão do presidente Lula de judicializar no STF o caso da desoneração da folha de pagamentos das prefeituras e setores da economia, vem gerando muitos protestos. Ontem, inclusive, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), entrou com recurso. Presidente da Associação Municipalista de Pernambuco, Marcelo Gouveia disse que a situação está tão nebulosa, que ninguém sabe se os municípios já voltam a contribuir no próximo mês com 20% com a Previdência Social ou só no prazo de 90 dias. Marcelo ressalta a falta de sensibilidade do Governo Federal. “Fazem acordo com todo mundo, só não com os municípios. Foi muito ruim o caminho que o presidente Lula preferiu seguir. A judicialização é um terceiro turno de um projeto aprovado no Congresso Nacional”, disse Gouveia. Ele também é prefeito de Paudalho e passa pela mesma situação dos gestores de médias e pequenas cidades. A esperança dele é que os deputados e senadores, que ficaram desprestigiados, façam pressão para reverter essa situação. Marcelo Gouveia aguarda confirmação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) para um ato na próxima semana em Brasília, ou se vai esperar a Marcha dos Prefeitos, no final de maio. Conforme a Lei aprovada pelo Congresso, a desoneração da folha de pagamento seria prorrogada até 2027 e a alíquota da previdência ficaria em 8%. Vale lembrar que o Governo Federal já anunciou que vai disponibilizar R$ 15 bilhões para as empresas de eventos.

PDT indefinido

Mesmo com cargos na Prefeitura, o PDT não deverá apoiar João Campos (PSB) devido à situação ocorrida no Ceará. O presidente nacional Carlos Lupi já declarou apoio a Túlio Gadelha (Rede), mas os pedetistas não acreditam na viabilidade da candidatura. Também é remota a chance de aliança com Daniel Coelho (PSD), embora tenha pedetista no Governo Raquel. Resta Dani Portela (Psol).

Sem chapa

Diante de tanta indefinição, o PDT não terá chapa para a Câmara do Recife. Candidato a vereador precisa saber com antecedência se vai defender para prefeito alguém de esquerda, direita ou centro, de situação ou oposição para moldar o discurso de campanha.

Sinal positivo

Na reunião com o prefeito Mano Medeiros (PL), em Jaboatão, os representantes do Governo do Estado informaram que, em maio, sai o edital da Barregem do Engenho Pereira. A reunião foi vista como sinal positivo da governadora Raquel Lyra a Mano.

Respeito ao meio ambiente

A governadora Raquel Lyra (PSDB) disse, quinta-feira, que o traçado do Eixo Norte do Arco Metropolitano será debatido, inclusive com a iniciativa privada. Questionada se poderia enfrentar reclamações de ambientalistas, Raquel garantiu: “Vamos fazer respeitando o meio ambiente. A gente vem trabalhando sempre desse jeito”.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade