José Queiroz atento à briga entre Ciro e Cid

Os irmãos Ciro e Cid Gomes estão em pé de guerra porque os dois querem controlar o PDT cearense, e há uma preocupação em vários estados sobre o que pode respingar nos demais diretórios, há menos de um ano das eleições municipais. Cid chegou a pedir que deputados federais, estaduais e vereadores se desfiliem do partido. Essa situação está sendo acompanhada com certa preocupação pelo ex-deputado José Queiroz, que presidiu o PDT estadual por muito tempo e hoje quem está à frente é seu filho, Wolney Queiroz. “O PDT já sofreu de mais”, desabafou o ex-parlamentar, que é pré-candidato a prefeito de Caruaru.

O ex-prefeito da Capital do Agreste avalia que a briga dos irmãos Gomes não deve se estender porque cada diretório estadual tem seus próprios movimentos. Mas não deixa de fazer um alerta. “Estamos acompanhando essa questão, esperando que não haja uma situação pior”, disse.

José Queiroz não foi reeleito deputado estadual, no ano passado, mesmo obtendo mais votos que no pleito de 2018. E não esconde que o principal motivo foi a insistência do PDT em lançar a candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República. Paguei muito caro com aquela candidatura de Ciro. Só tive um partido por escolha, até hoje, que é o PDT, onde estou há 35 anos. Na época do bipartidarismo fui do MDB porque era a única opção”, contou.

Agora, o pedetista se mostra disposto a tentar mais um mandato de prefeito de Caruaru.”Sou candidato pra valer. Sinto um clima favorável nas ruas, por conta do meu capital político. Já estou fazendo articulações para montar uma aliança ampla. Não serei candidato contra (a governadora) Raquel Lyra. Serei candidato do povo”, avisou.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade