Sudene se reúne dia 13

Houve um tempo em que as reuniões do Conselho Deliberativo da Sudene gerava pauta na imprensa nacional, mas aos poucos a autarquia perdeu força e virou cabide emprego. A última reunião presencial para discutir assuntos dos 10 estados aconteceu em 2019, depois veio a pandemia e só em julho deste ano voltou a ser realizada por conta da posse do superintendente Danilo Cabral. O vácuo foi ocupado pelo Consórcio do Nordeste e os principais assuntos passaram a ser tratados por essa nova entidade. E agravou no momento de conflitos entre os governadores nordestinos e o Governo Bolsonaro. Mas Danilo disse que vem fazendo um trabalho de convencimento de que a Sudene é o canal adequado. Já marcou a reunião do Conselho Deliberativo para o dia 13 de dezembro e disse que terá as presenças dos governadores e do ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Goes. O superintendente adiantou que, na reunião, serão aprovados R$ 38 bilhões para o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste, visando financiar empresas dispostas a se instalarem na região. Um aumento de R$ 4 bilhões em relação a este ano. Outro detalhe é que os integrantes do Consórcio do Nordeste também se reunirão no mesmo dia, junto com a Sudene. Segundo Danilo, esse é um fator relevante porque o diálogo está sendo retomado com os governadores.

Orçamento ainda sem data

A deputada federal Maria Arraes (SD) admite que ainda não sabe quando o Orçamento da União para 2024 será votado, embora o prazo seja 22 de dezembro, antes do recesso parlamentar. Perguntada o porquê, ela disse que são muitas polêmicas. Tem meta fiscal, remanejamento de emendas parlamentares para o Fundo Partidário, entre outras. Mesmo assim, Maria acredita que Congresso e Governo chegarão a um entendimento.

Disputa Recife x Rio

Empolgado com a programação de três dias do Réveillon do Recife, o prefeito João Campos fez ontem uma provocação ao amigo Eduardo Paes, do Rio de Janeiro. Separou o trecho do vídeo que gravou alertando que “Copacabana que se cuide”, e enviou para o carioca.

Socorro à policlínica

Cada vereador do Recife tem direito a indicar R$ 220 mil no orçamento municipal, que podem ser distribuídos em diversas áreas, mas Tadeu Calheiros destinou tudo para a Policlínica e Maternidade Professor Arnaldo Marques. A unidade precisa de reforma e equipamentos.

O mundo gira

O jornal Estado de São Paulo publicou que, na sua tese de mestrado, em 2001, o então juiz Flávio Dino defendeu uma escolha mais democrática para preenchimento de vagas no Judiciário, e não por indicação política. Agora, 22 anos depois, o mesmo Dino foi escolhido pelo presidente Lula para o STF e está em campanha, indo aos gabinetes dos senadores para pedir votos. Mas ele tem o direito de mudar de opinião, né?

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade