Raquel que mude

Foto: Rômulo Chico/DP

A ministra da Ciência e Tecnologia e presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, esteve no Diario de Pernambuco, ontem, e foi questionada sobre a possibilidade de a governadora Raquel Lyra trocar o PSDB por um partido da base do Governo Lula, tal a proximidade dela com o presidente. “Raquel é uma figura respeitada na política. Mas não apoiou Lula, num momento em que havia risco à democracia. Se vier para o nosso campo, vai ter que se reposicionar politicamente”, disse Luciana. Então o PL teria de sair do Governo Estadual? “O PL é de Jair Bolsonaro e Raquel terá que se posicionar”, insistiu a ministra. Vale lembrar que a governadora já integrou a mesma base política da dirigente do PCdoB, tempos atrás, o que poderia ser um facilitador. Contudo ainda tem o ranço das eleições passadas, quando a governadora enfrentou Danilo Cabral (PSB), que tinha a própria Luciana Santos na vice. Raquel começou e termina 2023 falando da herança maldita deixada Paulo Câmara (PSB), de quem a comunista foi vice por quatro anos. “A luta política faz parte do jogo. Ela pegou o Governo com capacidade de pagamento (Capag) B, indicadores da educação e saúde que serão difíceis manter, com investimentos e obras”, rebateu. Também destacou que o Governo Federal vem ajudando muito Pernambuco. “Lula tem procurado ter uma atitude republicana, que é o correto”, disse Luciana.

Ministra viu chafurdação por cargo

Luciana Santos também foi perguntada se houve o risco de sair do Ministério da Ciência e Tecnologia por pressão do Centrão. “O presidente Lula nunca levantou a possibilidade de mudança, quando conversava comigo. Mas se houve tanta chafurdação, é porque havia algum interesse no ministério”, disse a comunista.

Rombo na Previdência

O déficit do Governo de Pernambuco com a Previdência Social, conforme o TCE, já é de R$ 4 bilhões, enquanto que o do Brasil passa dos R$ 200 bi. Os municípios pernambucanos estão fazendo seus cálculos e a previsão é de rombo enorme.

Ruralistas contra veto

Bancada ruralista da Câmara Federal se articula para derrubar o veto de Lula. O
Presidente é contra o Ministério da Agricultura regular a produção e venda de agrotóxicos. Quer que fique a cargo do Ibama e da Anvisa.

Na estrada

O deputado Pedro Campos (PSB) iniciou o recesso parlamentar com o pé na estrada. Já esteve em Altinho, Serra Talhada e Salgueiro. Em janeiro e fevereiro fará um giro pelo Sertão do São Francisco e Agreste Setentrional para fazer um balanço do mandato. Até agora ele já foi a mais de 60 cidades.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade