Prefeita de Igarassu diz estar pronta para enfrentar ex-aliado

Foto: Priscilla Melo/DP

Candidata à reeleição no município de Igarassu, a prefeita Elcione (PSDB) se orgulha de ser a primeira mulher a governar o município e espera ter o trabalho reconhecido pelos eleitores, nas eleições marcadas para outubro deste ano. Mas, para chegar à vitória, terá de enfrentar o ex-prefeito e atual deputado estadual Mário Ricardo ou Miguel Ricardo, ambos do Republicanos. Elcione foi vice de Mário, mas houve o rompimento político e agora estão em lados opostos.

“Se for Mário, a gente disputa. Se for Miguel, também. Não temos que nos preocupar com quem vai ser. Temos o que mostrar que estamos fazendo e caberá ao povo decidir”, disse Elcione, durante a visita que fez, nesta terça-feira (16), ao Diario de Pernambuco e ao Blog Dantas Barreto.

Questionada sobre o motivo do afastamento, a prefeita disse que “o rompimento partiu dele”. “Começamos a trabalhar. Talvez o defeito foi esse. Mostramos que somos competentes”, acrescentou. Elcione ainda lembrou que apoiou Mário Ricardo para deputado. “Era uma gratidão e esperávamos que ele fosse o representante do Litoral Norte. Agora ele diz que é candidato (a prefeito). A nós resta aceitar as decisões e trabalhar. Esse ambiente é normal na política. A política é muito dinâmica. Mas a postura dele é muito infeliz porque atacar a prefeita é atacar todas as mulheres de Igarassu”, assinalou.

A gestora tucana ressaltou que, na sua gestão, os servidores públicos foram valorizados, os professores, inclusive os contratados, passaram a receber o piso nacional, os ACS incorporaram o tempo que não era reconhecido para aposentadoria, 24 escolas agora estão climatizadas, uma creche foi entregue e uma escola em Tempo Integral, subindo para quatro, houve avanços no ensino fundamental, moradores receberam títulos de posse dos imóveis, 100% da iluminação pública está com lâmpadas de LED e os recursos passaram a ser aplicados onde há necessidade. Elcione também disse que, quando assumiu a Prefeitura, a folha de pagamento representava 62% dos gastos e não havia cumprimento do Fundeb.

“Estou consciente do que vou enfrentar, prestando contas do que fizemos. Não é fácil colocar o nosso nome à disposição do Poder Público porque o Brasil passa por dificuldades e é preciso nos reinventar. Se esse trabalho chegar na ponta, o resultado virá. Quero deixar o meu legado”, salientou a prefeita Elcione Ramos.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade