Ministro Silvio Filho anuncia grupo de trabalho com árabes para tratar de investimentos

Foto: Divulgação

Em sua primeira agenda oficial no continente asiático antes da COP28, em Dubai, o ministro de Lula, Silvio Costa Filho, participou de diversas reuniões bilaterais com investidores e autoridades árabes acompanhado do ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa; e das Minas e Energia, Alexandre Silveira. Nesta segunda-feira (27), em Riad, na Arábia Saudita, Costa Filho e a comitiva presidencial se encontrou com o ministro dos Transportes, Saleh Al-Jasser, e assessores árabes para discutir o plano estratégico que estão elaborando para o Brasil. No encontro, os árabes demonstraram interesse em estreitar as relações com o Brasil em ações e investimentos para os portos, aeroportos e hidrovias brasileiras.

“Tivemos uma conversa muito positiva sobre a possibilidade de grandes investimentos na área portuária e aeroportuária brasileira do Brasil e de Pernambuco. Criamos um grupo de trabalho em que os árabes se concentrarão, ao lado do nosso Ministério, em uma agenda conjunta para identificar oportunidades de investimento. Vamos trabalhar de maneira coletiva para alavancar investimenos para o Brasil”, destacou Costa Filho, após encontro com Saleh Al-Jasser.

Durante o dia, Silvio Costa Filho ainda se reuniu com o ministro da energia, o princípe Abdulaziz Al Salman; os CEOS da Aramco e da SABIC; o diretor de investimentos estratégicos da Red Sea Gateway Terminal, uma das maiores operadoras de terminal de contêineres de Riad. O final da noite, foi com reunião bilateral com o ministro dos investimentos da Arábia Saudita, Khaled Alfaleh; e o presidente da Fiesp, Josué Gomes.

Nesta terça-feira, Silvio Costa Filho, que faz parte da comitiva do presidente Lula com destino à COP28, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, se reunirá com o príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman. De Riad, a comitiva segue para Doha, no Catar; e logo após Dubai, para COP28.


Nessa missão, o ministro quer atrair novos investimentos nos portos brasileiros e ampliar a discussão sobre a vinda de mais companhias aéreas internacionais para o país. O esforço é aumentar a malha aérea brasileira, possibilitando a concorrência por preços de passagens mais acessíveis à população brasileira. No setor aéreo, Costa Filho apresentará o plano regional de aviação, buscando atrair empresas de baixo custo.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Publicidade