Ministra da Mulher visita comunidade do Recife e cria mais esperança para entrega de habitacional

Moradores da comunidade do Papelão, localizada no bairro de São José, no Recife, vivem a expectativa de terem uma moradia digna que, segundo a Prefeitura do Recife, está próxima. Das 930 famílias que residem no local, 448 ganharão apartamentos no Habitacional Vila Brasil 1 e 2, ainda neste primeiro semestre, pelo Minha Casa, Minha Vida. As demais 482 permanecerão onde estão, contudo tem a promessa da gestão municipal de urbanizar a comunidade através do programa Promorar. O habitacional começou a ser construído em 2013.

Nesta quinta-feira (22), a Comunidade do Papelão recebeu a visita da ministra da Mulher, Cida Gonçalves, que percorreu os becos, conheceu a cozinha comunitária e ainda ouviu as queixas de quem reside no local em péssimas condições. Cida esteve acompanhada dos deputados federais Carlos Veras (PT) e Maria Arraes (Solidariedade) e estaduais Gleide Ângelo (PSB) e Rosa Amorim (PT), da secretária Estadual da Mulher, Mariana Melo, do secretário executivo de Articulação e Políticas Sociais da Secretaria de Habitação do Recife, Felipe Cury; e do secretário executivo de Políticas Habitacionais, Altair Correia.
A dona de casa Maria José se emocionou ao falar do tempo de espera pela nova casa. Ela é uma das moradoras mais antigas da Comunidade do Papelão, onde chegou há cerca de 40 anos. Assim como os demais beneficiários incluídos no Bolsa Família, Maria receberá o apartamento gratuitamente.
“Já sofri muito, cortei cana em Amaraji, passei fome e aqui já teve até incêndio. Meu marido morreu faz quatro anos e a nossa luta continuou na esperança de um dia ter a minha casa. Agora estamos perto de ter uma vida nova”, contou Maria José, viúva e mãe de oito filhos.
Aparecido José é comerciante e também ganhará um apartamento no habitacional. Ele disse que foram muitas promessas de entrega do habitacional, mas que nunca avançou. “Tomara que dessa vez entreguem mesmo. Já tivemos muitas promessas e esperamos que não seja mais uma”, falou.
A ministra Cida Gonçalves disse que estava ali cumprindo uma missão dada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Ela se colocou à disposição para dar o apoio necessário às mulheres da comunidade e disse que vai cobrar da Caixa Econômica que agilize a conclusão do habitacional.
O secretário executivo de Articulação e Políticas Sociais da Secretaria de Habitação do Recife, Felipe Cury, assegurou que o Habitacional Vila Brasil 1 e 2 será entregue no primeiro semestre. Segundo ele, os critérios para definir as 448 famílias beneficiadas são: morar à beira do Rio Capibaribe, em palafitas e sob a fiação de energia de alta tensão que passa na comunidade.
Cury garantiu que as 482 famílias que continuarão na Comunidade do Papelão serão atendidas pelo programa Promorar. Ruas e becos receberão calçamento, drenagem, saneamento e área de lazer.
Em janeiro, moradores fizeram protesto com queima de pneus reclamando do atraso das obras, já que o Habitacional Vila Brasil 1 e 2 começou a ser construído em 2013, com investimento de R$ 27 milhões da Caixa Econômica.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade