Lula: “Aqui vai ser plantada cidadania”

O termo de compromisso para a construção da Escola de Sargentos do Exército (ESA) foi assinado, nesta sexta-feira (19), na presença do presidente Lula. As assinaturas foram do ministro da Defesa, José Múcio, da governadora Raquel Lyra (PSDB) e comandante do Exército, general Thomas. Na sua fala, Lula ressaltou a importância do empreendimento para Pernambuco, municípios, população e os jovens que virão de todo o País.

“Aqui vai ser plantada cidadania”, foi o que disse o presidente, no momento em que se referia aos impasses envolvendo o desmatamento de parte da área verde do Campo de Instrução. Lula ressaltou o papel fundamental das Forças Armadas na preservação das áreas verdes. Ele garantiu que a ESA será construída da melhor forma e com a menor derrubada de árvores possíveis.

O empreendimento está orçado em quase R$ 2 bilhões, com prazo de conclusão em em 2034. “A nova Escola de Sargentos será uma das maiores do mundo em sua modalidade. Será capaz de mudar a situação social e a economia local nunca mais será a mesma. Acabou o tempo dos senhores de engenho e começou o tempo da tecnologia. Pernambuco mostrará mais uma vez seu potencial educacional”, ressaltou o presidente Lula.

O ministro da Defesa, José Múcio, destacou que a instalação da ESA marcará o início de um polo de formação humana. E ainda citou que a Escola será mais um marco nas entregas da governadora Raquel Lyra, como forma de enaltecer a participação do Estado. Na previsão de Múcio, a ESA vai incrementar a economia local, com geração de empregos e atração de hotéis, hospitais, escolas e tantos outros tipos de negócios.

Para Raquel Lyra, a Escola de Sargentos vai iniciar um ciclo de prosperidade, de combate à desigualdade social e esperança aos jovens. Isso está sendo possível, na sua opinião, graças ao diálogo entre todas as partes envolvidas.

Esse diálogo girou, principalmente, em torna questão ambiental, já que parte da área terá árvores suprimidas. “Vamos ultrapassar as dificuldades para estar aqui. Houve mudanças no termo de cooperação com a parte da sustentabilidade ambiental. Quero agradecer ao empenho de todos”, disse a governadora.

Raquel salientou que, apesar dos ruídos, não tinha dúvidas de que a decisão de instalar a Escola em Pernambuco já estava tomada. E garantiu que o Governo do Estado fará a sua parte com obras de infraestrutura para melhorar os acessos.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade