Governo do Estado destaca continuidade de obras inacabadas que Raquel herdou

Foto: Maíra Arrais/Secom

A governadora Raquel Lyra (PSDB) está concluindo seu primeiro ano no cargo, ressaltando a continuidade e conclusão de obras inacabadas que encontrou em Pernambuco, no mês de janeiro. No balanço divulgado, nesta quarta-feira (27), cita entregas de habitacionais no Recife e no interior; retomada do Canal do Fragoso, em Olinda; do Hospital da Mulher do Agreste, em Caruaru; e reorganização do escopo de intervenções como a pista do Aeroporto de Fernando de Noronha e a triplicação da BR-232, na saída do Recife, entre outras. De acordo com o Governo do Estado, foram investidos mais de R$ 650 milhões nestas retomadas.

“Obra iniciada e paralisada foi um dos maiores desafios que encontramos em Pernambuco e significa um volume gigantesco de desperdício de recursos públicos. No nosso Governo, temos o compromisso de anunciar uma obra só quando temos os recursos garantidos. Isso significa planejamento e responsabilidade com o gasto público. Obra é para começar, se construir e entregar à população. Nosso time conseguiu destravar muitos entraves, como na Estrada da Muribeca, na triplicação da 232 e no Hospital da Mulher de Caruaru, ações que estão em andamento para entrega nos próximos meses”, disse a governadora Raquel Lyra. 

No Hospital da Mulher do Agreste, em Caruaru, foram aplicados R$ 18 milhões. A unidade contará com 174 leitos, sendo 20 de UTI neonatal e outros 17 de UCI neonatal. “A obra deveria ter sido entregue em 2015, mas diversas paralisações atrasaram completamente o cronograma. Com a nova gestão, os trabalhos foram reiniciados e a previsão de entrega agora é em março de 2024”, garante o Governo.

“Esse é um passo enorme que damos no processo de interiorização da saúde, que é uma marca do governo Raquel Lyra. É um avanço para toda a região, a unidade vai atender pacientes de vários municípios, reduzindo as distâncias para um atendimento de maior complexidade”, afirmou a secretária estadual de Saúde, Zilda Cavalcanti.

Outro exemplo citado de obra que estava inacabada, foi retomada e entregue este ano é o novo ambulatório do Hospital Agamenon Magalhães, no Recife, esperado desde 2013. Com investimentos de R$ 25 milhões, a unidade passou de 25 para 43 salas disponíveis.

Em relação ao Canal do Fragoso, o Governo do Estado destaca a articulação junto à União, que garantiu a inclusão da obra no Novo PAC, no valo de R$ 130 milhões e que está na fase de licitação. O trecho prevê o alargamento e revestimento do canal, no trecho da ponte de Rio Doce até a Ponte do Janga, e 1,1 km de vias marginais.

HABITACIONAIS

Em julho, foram entregues 232 unidades do Residencial Mulheres de Tejucupapo, no bairro da Iputinga, no Recife. As obras, iniciadas em 2011, receberam R$ 16 milhões em investimentos, com recursos do Governo Federal e do Tesouro Estadual. Em abril, foi a vez do Habitacional Canal do Jordão, em Jaboatão dos Guararapes, com 272 unidades, também inacabado há dez anos, e o Residencial Severino Quirino, em Caruaru, que recebeu R$ 970 mil para conclusão, entregando 192 unidades. 

RODOVIAS

Na área de transportes, o Estado ressalta as tratativas para o início das obras de requalificação da pista do aeroporto do Arquipélago de Fernando de Noronha foram bem sucedidas e mais de 60% do material já foi transportado para a ilha. A previsão é que as obras sejam realizadas entre fevereiro e abril do próximo ano.

Para o destravamento da triplicação da BR-232, o Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE) reestimou o contrato, colocando de volta no escopo da obra itens excluídos em 2022, como a passarela para pedestres e a ciclovia. Agora, com um aditivo assinado, aprovado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE), as obras serão aceleradas e concluídas até abril. 

A governadora Raquel Lyra ainda assinala que com empréstimo de R$ 900 milhões, foi possível realizar a requalificação das rodovias pernambucanas. “Iniciativas prometidas e com ordem de serviço assinadas há tempo, foram contempladas com a retomada real dos serviços, a exemplo da Estrada de Muribeca (PE-17), em Jaboatão dos Guararapes, da requalificação da PE-15, em Olinda, da PE-45, ligando Escada a Vitória de Santo Antão e da APE-009, que liga Nossa Senhora do Ó a Muro Alto, sendo fundamental para a infraestrutura do turismo no Litoral Sul”, diz a nota do Governo Estadual.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade