“Fere sentimentos”, diz Jacques Wagner sobre comparação de Lula com Holocausto

Foto: : José Cruz/Agência Brasil

Do Correio Braziliense

O senador Jacques Wagner (PT-BA), líder do governo Lula no Senado Federal, relatou nesta terça-feira, 20, que achou indevida a comparação feita pelo presidente no último domingo entre a morte de palestinos na Faixa de Gaza e o extermínio de judeus da Alemanha nazista. “Não se traz à baila o episódio do Holocausto para nenhuma comparação, porque fere sentimentos, inclusive meus, de famílias perdidos naquele episódio”, relatou o senador, que tem ascendentes judeus, no plenário da Casa.

O líder do governo aludia a uma declaração do presidente brasileiro feita em entrevista coletiva no último domingo, 18, em Abis Abeba, capital da Etiópia. “O que está acontecendo em Gaza não aconteceu em nenhum outro momento histórico, só quando Hitler resolveu matar os judeus”, disse Lula, que respondia a uma pergunta sobre o aumento do montante destinado pelo Brasil à Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos.

Wagner é ex-governador da Bahia e ex-ministro de Estado. Além de já ter ocupado postos estratégicos nas gestões petistas, como a secretaria de Relações Institucionais e a chefia da Casa Civil, é amigo pessoal de Lula. Ele afirmou que, em visita ao presidente, “teve naturalidade” em dizer que concordava com o repúdio à incursão de Israel em Gaza, mas não compactuava com o paralelo traçado em seguida.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade