Entrega de centro de comercialização reúne ministro André de Paula e prefeito Mano

Os pescadores do município do Jaboatão dos Guararapes poderão vender os produtos diretamente com os consumidores, agora que passam a contar com o Centro de Comercialização de Pescados, na sede da Colônia de Pescadores Z 25, no bairro de Piedade. A entrega do espaço aconteceu, nesta sexta-feira (10), pelo ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, e o prefeito Mano Medeiros (PL). Com isso, a categoria tem a condição de se livrar dos atravessadores e todo o lucro das vendas passa a ser de quem pescou.

O Centro de Comercialização recebeu equipamentos necessários para o processamento de pescados, através de convênio entre os ministérios do Trabalho e Emprego, Pesca e Aquicultura, Instituto Agrícola de Pernambuco (IPA) e Prefeitura do Jaboatão. O investimento foi R$ 320 mil.

O ministro André de Paula ressaltou o interesse do Governo Federal em apoiar o setor da pescaria artesanal, como forma de fortalecê-la e empoderar os pescadores. “O que estamos fazendo aqui tem uma enorme importância, porque o produto que o pescador vende tem que garantir sua maior renda. O atravessador é o vilão. Nosso País tem realidades muito diferentes no setor da pesca, que precisam ser valorizadas. Temos esse desafio pela frente, mas estamos juntos para fazer a pesca avançar. Sendo ministro, sou o advogado no Governo Lula em defesa dos pescadores”, assegurou.

O prefeito Mano Medeiros também falou da importância desse novo centro para a economia do Jaboatão. “Agora temos um Centro de Comercialização de Pescados estruturado, que vai fortalecer a economia local e estimular a produção. É muito importante termos políticas públicas, numa união entre os governos Federal, Estadual e Municipal. O espaço foi entregue à Colônia Z 25, mas continuaremos dando todo o apoio necessário aos pescadores”, disse o gestor.

Presidente da Colônia Z 25, Marcos Antônio da Silva, conhecido por Tubarão, disse que agora os profissionais da pesca terão mais autonomia na comercialização dos produtos. “Esse Centro de Comercialização vai tirar os pescadores das mãos dos atravessadores. Quando voltarem do mar, vão trazer os pescados para cá, onde tudo será beneficiado para ser vendido diretamente aos clientes. Além de aumentar a renda, os pescadores não precisarão se deslocar para lugares distantes para vender”, comemorou. Os produtos também serão vendidos no Mercado das Mangueiras, em Prazeres.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade