Efeito negativo

Foto: Rafael Vieira/DP

Os efeitos negativos da Operação Lava Jato continuam causando lamentações a quem tanto torceu pelo combate à corrupção e prisão de figurões da política e do setor empresarial que se sentiam inatingíveis. Mas como estamos vendo, frequentemente, o resultado das investigações desandou e parece que tudo está voltando à triste “normalidade”. Processos foram arquivados, quem foi condenado está solto, empresas multadas querem perdão e é possível esperar que, em breve, sejam devolvidos milhões de reais a quem confessou o recebimento de propina. O chefe do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), procurador-geral Marcos Carvalho, diz que, após as descobertas dos bastidores da Operação, surgiram “projetos de lei em retaliação”, com o objetivo de reduzir os danos a quem é investigado e dificultar as apurações. “A Lava Jato, inicialmente, causou empolgação no País, mas houve excessos. Temos que aprender com os erros. Houve erros, mas houve crimes”, ressalta. Carvalho lamenta que a punição agora é para quem comete dolo, ou seja, quando se comprova que o desvio do dinheiro público, superfaturamento ou outro tipo de irregularidade ocorrem de caso pensado e não por uma suposta falha administrativa. O procurador-geral de Justiça garante que o Ministério Público continuará atento e agindo nas apurações, claro, tomando todos os cuidados.

Balanço de denúncias

O procurador-geral Marcos Carvalho apresentou o balanço de 2023 e contou que, das 19.116 mil denúncias com atuação do MPPE, 30% foram referentes à gestão do patrimônio público e 30% de problemas na saúde, educação, habitação e meio ambiente. Desse total, 6.722 ocorreram no Recife, sendo 1.288 na área da saúde. Outras 889 manifestações foram referentes a Jaboatão; 805 em Paulista; 717 em Olinda e 651 em Caruaru.

Protesto em Igarassu

Tem protesto marcado para as 9h de hoje, no Centro Comercial de Igarassu. Os comerciantes não aceitam o projeto da Prefeitura para instalar banheiros públicos na entrada da feira. Querem que seja construída uma praça no local. A obra dos banheiros está em curso.

Isenção do IPTU

É de autoria do vereador recifense Felipe Alecrim o projeto de lei que propõe isenção do IPTU para proprietários de imóveis residenciais que sejam portadores de doenças raras. Ele argumenta que o dinheiro economizado servirá para ajudar nos tratamentos.

Querendo agenda

A governadora Raquel Lyra (PSDB) volta ao trabalho hoje, após uns dias de descanso e tem muita gente querendo espaço na sua agenda. Entre os assuntos, a composição das novas secretarias e possíveis apoios a candidatos a prefeito. O líder do Governo na Alepe, deputado Izaías Régis (PSDB), é um desses, mesmo com a sinalização de que terá a preferência em Garanhuns.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Publicidade