Caged aponta criação de R$ 1,4 milhão de empregos no Brasil. Recife teve saldo positivo

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Com informações do Correio Braziliense

e Prefeitura do Recife

O Brasil criou 1.483.598 vagas de empregos com carteira assinada em 2023, mesmo com o registro de 430.159 postos de trabalho fechados em dezembro. Segundo os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (30) pelo Ministério do Trabalho e Emprego, apesar de positivo, o saldo anual foi o segundo menor desde 2020, ano da pandemia da covid-19, quando o total ficou negativo em 191 mil postos de trabalho.

O saldo acumulado foi resultado de 23.257.812 admissões e 21.774.214 desligamentos. Do total, 255.383 (17,2%) são caracterizados como não típicos, com predominância de trabalhadores com menos de 30 horas e intermitentes.

O maior crescimento do emprego formal ocorreu no setor de serviços, com um saldo de 886.256 postos de trabalho, uma alta de 4,4%. Os principais destaques foram informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (380.752) e administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (204.859).

Em seguida, o setor de comércio foi o segundo maior gerador de postos de trabalho, com um saldo de 276.528 vagas.

RECIFE

O Recife fechou o ano de 2023 com um saldo positivo de 21.124 empregos com carteiras assinadas, resultado de 210.127 contratações e 189.003 demissões durante o ano. O número representa 40,98% dos postos de trabalho formais de todo o estado de Pernambuco (51.541) e posiciona o Recife como a segunda capital do Nordeste que mais criou empregos com carteira, atrás apenas de Fortaleza (CE).

O volume também colaborou para o aumento no estoque total da cidade, que chega a 550.400 postos ativos. Desde do início da gestão João Campos, em janeiro de 2021, já foram geradas 77.338 vagas de trabalho formais na capital. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (30), pelo Ministério do Trabalho.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Publicidade