Cabo de guerra

O presidente Lula defende ardorosamente a democracia no Brasil, mas o que dizer da Medida Provisória que ele emitiu no fim de dezembro de 2023? A tal MP volta a reonerar a folha de pagamento de 17 segmentos econômicos. Lula simplesmente não respeitou a decisão do Congresso Nacional, que aprovou a prorrogação da desoneração até 2027, visando contribuir para a geração de empregos no País. O presidente vetou. A maioria dos parlamentares, no entanto, derrubou o veto através do voto. Aí Lula editou outra MP sobre o mesmo assunto no final do ano, na base da caneta. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), tomou as dores dos setores produtivos, que veem risco para a empregabilidade na indústria, comércio, agropecuária, serviços… O senador também não engoliu o desrespeito de Lula ao Congresso. O petista é acusado, inclusive, de ter cometido um ato inconstitucional porque já havia uma decisão sacramentada. Desde ontem, o Pacheco trata do assunto com os líderes de partidos e já adiantou que defende a devolução da MP. O presidente do Senado tem essa prerrogativa, mas quer ter o respaldado dos congressistas. E ainda pretende conversar com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Bem atrás

Em 2023, houve pedidos de financiamento a projetos através do FDNE, mas o interesse por Pernambuco foi baixo. Conforme a Sudene, enquanto para o Piauí foram 20 e na Bahia, 17, Pernambuco aparece na lista com apenas 5. Fica também atrás do Rio Grande do Norte (12), Ceará (12) e Minas Gerais (7). Nosso Estado só ganha da Paraíba (3) e Maranhão (2).

A tiracolo

A prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz (Republicanos), foi a Brasília atrás de recursos federais e levou junto seu candidato, o secretário Diego Cabral. Verba seria para saúde, educação e infraestrutura e o contato foi com o ministro aliado Silvio Filho.

Força nas bases

Ciente de que não terá apoio do PSB para disputar a Prefeitura de Petrolina, o deputado federal Lucas Ramos vai andar pelo Estado, a fim de fortalecer as candidaturas de seus aliados. E garantir boa base para a sua reeleição.

12 habitacionais

A Cehab está fazendo chamamento público para contratar 12 empresas que vão construir habitacionais em 12 terrenos que pertencem ao Estado de Pernambuco, através do Minha Casa, Minha Vida. No próximo mês, a Caixa deve receber a lista das construtoras para liberar os recursos. Nesses 12 habitacionais serão entregues 2.540 unidades.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Posts Populares

Publicidade