8 de janeiro vem aí

O fim de 2023 vem sendo marcado pelas festas natalinas, confraternizações e, no próximo fim semana, teremos o Réveillon. Mas os bastidores da política há certa tensão com a proximidade do dia 8 de janeiro de 2024. Data em que completará um ano das manifestações dos bolsonaristas em Brasília, que resultaram num quebra-quebra geral, prisões e condenações. O presidente Lula já convocou representantes dos poderes Legislativo e Judiciário, governadores e aliados para um grande ato em defesa da democracia. Por outro lado, os seguidores do ex-presidente Jair Bolsonaro, que não aceitam o petista no Planalto, também se organizam para realizar outra manifestação. Enquanto os governistas tratam o ato publicamente, os opositores atuam nos bastidores. Por conta disso, ontem aconteceu uma reunião entre representantes das polícias Federal e Rodoviária Federal, Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Secretaria Nacional de Segurança Pública e de chefes de segurança do Senado, da Câmara e do Supremo Tribunal Federal (STF) para traçar o esquema de monitoramento das ações dos bolsonaristas. No dia 4, será apresentado o plano de segurança para evitar confrontos entre os dois lados. Manifestos fazem parte da democracia, desde que de forma ordeira e pacífica.

Cacique vai pra federal

O cacique Marcos Xucuru recuperou os direitos políticos, neste ano, após o STJ reconhecer o erro jurídico que levou à cassação do seu mandato de prefeito de Pesqueira. Os planos do partido Republicanos para ele, no entanto, é a candidatura de deputado federal, em 2026. O prefeito Bal de Mimoso é da mesma legenda e disputa a reeleição.

Bancada negra

No próximo ano, a nova bancada negra da Câmara Federal, que conta com 120 deputados, terá mais voz. O grupo irá integrar o Colegiado de Líderes e participará das reuniões que definem as pautas que irão ao plenário.

Crediamigo na feira

A Feira de Caruaru tem tudo que você quer. Até posto do Crediamigo. Hoje, o presidente do BNB, Paulo Câmara, entrega a unidade que vai funcionar de segunda a sexta, das 8h às 17h, para garantir créditos a micro e pequenos empresários.

Viagens de Lula

O presidente Lula reconheceu que viajou muito, neste ano, para o exterior. Foram 24 países visitados. Mas deixou de ir a oito estados brasileiros. Em compensação esteve cinco vezes na Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro. As viagens de Lula e servidores federais consumiram R$ 1 bilhão, até meados de novembro.

Você pode gostar:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Destaques

Publicidade

Publicidade